terça-feira, 1 de maio de 2012




'Qual problema você tem de enfrentar agora, meu pequeno? É o amor não correspondido? Ou o amor correspondido de forma errada? É o problema na família? É o problema na saúde? São os amigos falsos? Me diz pequeno, por que choras todas as noites abraçado em seu travesseiro? Por que espera ligar o chuveiro para se derramar em lágrimas? Por que, pequeno? Já se olhou no espelho? Já? Gostou do que viu? Não? Esses seus olhos, que estão lendo isso agora, parecem cansados e exaustos, andou chorando, meu pequeno? Pois eles são lindos, não faça transbordar lágrimas desses olhos tão lindos, por favor. E esse sorriso? Por que se esconde? Ele é perfeito, sabia? Só por demonstrar alegria. Mas ele não demonstra sinceridade sempre, não é? Ei, pequeno, preste atenção, você é lindo! [...] Sabe aquelas amizades fúteis? Então, Deus sabe o que remove do seu caminho. Sabe aquele seu problema com a família? Não desista, pois família é a coisa mais importante na vida. Sabe Deus? Ele não quer te ver assim pequeno, eu também não quero, então por favor, promete para mim, enxugar essas suas lágrimas e erguer a cabeça? Promete para mim se reerguer de qualquer problema que há aparecer em sua vida? Promete para mim ser feliz independente do que digam? Promete, pequeno? Eu irei te proteger de todos que tiverem a coragem de entrar em seu caminho, eu irei entrar em sua frente quando jogarem pedras de julgamentos sobre sobre ti, eu irei chorar o teu choro, sofrer as suas dores, engolir os seus problemas, se necessário, porque eu quero te ver sorrindo, eu estarei orando por você, entendeu meu pequeno? Deus te ama e eu também.'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'Venha quando quiser, tem espaço na casa e no coração.'

(Caio Fernando Abreu)